• Home
  • Política
  • Sesau responde à Dra. Taissa e informa construção do Centro de Diagnóstico por Imagem na Macroregião II

Sesau responde à Dra. Taissa e informa construção do Centro de Diagnóstico por Imagem na Macroregião II

A deputada estadual Dra. Taíssa (Podemos) solicitou informações à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) sobre a previsão de abertura de um novo centro de diagnóstico por imagem em Porto Velho. Em resposta ao requerimento, a Sesau esclareceu que não há planos imediatos para a construção na capital, mas informou que está prevista a construção de um novo Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) na Macrorregião II de Rondônia.

A Macrorregião ll é composta pelos municípios da região do Café (Cacoal, Espigão do Oeste, Pimenta Bueno, Ministro Andreazza, São Felipe do Oeste e Primavera de Rondônia), Central (Ji-Paraná, Alvorado do Oeste, Teixeirópolis, Urupá, Mirante da Serra, Nova União, Ouro Preto do Oeste, Presidente Médici, Vale do Paraíso e São Miguel do Guaporé); Cone Sul (Vilhena, Cabixi, Cerejeiras, Chupinguaia, Colorado do Oeste, Pimenteiras do Oeste e Corumbiara), Zona da Mata (Rolim de Moura, Alta Floresta do Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Castanheiras, Novo Horizonte, Nova Brasilândia d’Oeste, Santa Luzia d’Oeste e Parecis) e Vale do Guaporé (São Francisco do Guaporé, Costa Marques e Seringueiras).

Segundo a pasta, a iniciativa faz parte do Plano Estadual de Saúde e está programada para ser realizada no período de 2024 a 2027, porém a Sesau também ressalta que “a instalação de um novo Centro será precedida de estudo de viabilidade que apontará a melhor solução para assistência na Macro ll”, informa o documento. A Dra. Taíssa destacou a importância da medida para a melhoria dos serviços de saúde na região, enfatizando que a instalação de um novo CDI contribuirá para o diagnóstico precoce e eficiente de doenças, além de proporcionar mais conforto e agilidade no atendimento aos pacientes.

“Tenho certeza que a população vai ficar muito feliz em ler essa notícia. Nosso estado precisa resolver esses gargalos na saúde, as pessoas precisam de dignidade”, expressou a deputada. Com a previsão dentro do Plano Estadual de Trabalho, espera-se que o novo CDI seja um marco no avanço da saúde pública em Rondônia, oferecendo serviços modernos e acessíveis para toda a população da região.

Clique aqui para acessar a Fonte da Notícia

VEJA MAIS

G20: tecnologia pode ser ferramenta para redução de desigualdades

Os ministros do G20 da Reunião de Desenvolvimento reconhecem a tecnologia como importante ferramenta para…

o que são e como funcionam as convenções partidárias – A Gazeta de Rondônia

Desde o dia 20 de julho, os partidos e federações estão autorizados a realizar as…