• Home
  • Entretenimento
  • Qual foi o final de Teca em “Renascer“? Abandonou filho e fugiu com novo amor

Qual foi o final de Teca em “Renascer“? Abandonou filho e fugiu com novo amor

Teca (Lívia Silva) ganhou uma nova história no remake de “Renascer”. Com mais apoio de José Inocêncio (Marcos Palmeira), em 1993, a personagem de Paloma Duarte não teve a mesma sorte. Julgada pela mentira da paternidade, a jovem escolheu fugir da fazenda.

Diferente da versão atual, a adolescente não contou que José Venâncio (Taumaturgo Ferreira) não era o pai da criança que estava esperando. Ainda que Buba (Maria Luísa Mendonça) e José Augusto (Marcos Ricca) soubessem da verdade, ambos tentaram enganar José Inocêncio (Antônio Fagundes) mesmo depois do parto.

Na época, praticamente todos os personagens da trama eram brancos. Logo, o nascimento de uma criança parda fez com que todos desconfiassem da paternidade de Netinho — apelido dado ao filho de Teca, que recebeu o mesmo nome do protagonista.

Apesar dele ter nascido rosado, com o passar dos dias, a criança ficou cada vez mais morena, algo que revoltou José Inocêncio. Com a ajuda de Padre Lívio (Jackson Costa), o produtor de cacau constatou que Teca havia mentido para ele.

Só depois de colocar a jovem contra a parede, o protagonista conseguiu a verdade. Mesmo assim, ele não virou as costa para a adolescente.

Como na primeira versão Du nunca chegou a aparecer, por ter sido assassinado em uma chacina, Teca se apaixonou por Pitoco (Oberdan Júnior) — mas o relacionamento não teve a aprovação de José Inocêncio.

Cansada de ser reprimida pelo fazendeiro, a jovem escolheu fugir ao lado do amado, deixando Netinho sob os cuidados de Buba e Augusto, que criaram o pequeno como seu filho.

Clique aqui para acessar a Fonte da Notícia

VEJA MAIS

Eleições municipais: convenções partidárias começam neste sábado

A partir deste sábado (20), os partidos e federações estão autorizados a realizar as convenções…

Lembrança a Senna e pazes entre Bebeto e Romário: a festa dos 30 anos do Tetra

A festa dos 30 anos do tetracampeonato mundial da Seleção Brasileira foi além da comemoração…

“Estreante“ do breaking, Paris tem centro cultural dedicado ao hip hop

À primeira vista, pode não parecer, mas Paris é o lugar ideal para receber a…