• Home
  • Política
  • Médico e deputado faz alerta sobre aumento nos casos de doença transmitida pelas fezes de pombos

Médico e deputado faz alerta sobre aumento nos casos de doença transmitida pelas fezes de pombos

O deputado federal e médico, Fernando Máximo (UB), usou as redes sociais para fazer um alerta de uma doença perigosa que tem aumentado os casos em Rondônia e a transmissão ocorre pelo contato dos humanos com a fezes do pombo: a criptococose. O profissional da medicina explicou, num vídeo, como os fungos agem no organismo humano, a prevenção e bem como o tratamento em caso de contaminação.

“Os profissionais aqui do Hospital Cemetron tem atendido vários casos de criptococose que é uma doença transmitida pelos pombos. É uma doença que pode ser grave e até matar pessoas”, comentou.

Fernando citou exemplo de uma amiga que foi acometida pelo fungo e explicou como é feita a transmissão. “Eu tenho uma amiga que veio do interior, uma jovem que ficou cega dos dois olhos. Essa doença é transmitida pelas fezes dos pombos, a pessoas aspira o pó das fezes dos pombos que tem um fungo, cai na corrente sanguínea, atinge os pulmões, o cérebro causando a inflamação nas meninges, ocorrendo assim as meningites. Quando causa meningites, causa muita dor de cabeça, febre, rigidez na nuca”, citou.

De acordo com o médico, o tratamento dura de seis a dez semanas e são usados medicamentos muito fortes. “As pessoas que possuem imunidade mais baixa têm maior chances de pegar essa doença. Fica o alerta!”, explicou Máximo.

Pessoas com sistema imunológico comprometido, como aquelas com HIV/AIDS, pacientes que receberam transplante de órgãos ou aquelas em tratamento com imunossupressores, estão em maior risco de desenvolver a doença. Tais indivíduos devem realizar exames regulares para detectar sinais precoces da infecção.

Em resumo, a criptococose é uma infecção fúngica grave que pode afetar várias partes do corpo, especialmente o sistema nervoso central e os pulmões. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são cruciais para a gestão eficaz da doença. A doença não é transmitida de pessoa para pessoa.

Fica o alerta de que além da criptococose, os pombos podem transmitir psitacose (que atinge os pulmões), histoplasmose (causa infecções) e salmonelose (afeta o intestino).

Rondônia ocupa a 17ª posição no ranking geral, com 92,6 pontos de maturidade. É o segundo melhor desempenho da região norte. Na nossa região, o Amapá fica na 9ª posição, com grau de maturidade de 111,5.

Clique aqui para acessar a Fonte da Notícia

VEJA MAIS

Idoso é atropelado por caminhonete na Avenida Rio Madeira

O atropelamento que deixou um idoso ferido ocorreu na manhã desta terça-feira (23), no cruzamento…

Energisa alerta sobre a importância de manter cadastro atualizado

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um programa do Governo Federal que concede desconto…

Ozzy Osbourne é garoto-propaganda de nova camisa de time inglês; vídeo

Nesta terça-feira (23) o Aston Villa, da Inglaterra, divulgou em suas plataformas oficiais os novos…