• Home
  • Polícia
  • Bolívia fecha o cerco e expulsa mais um integrante de célula criminosa do Brasil

Bolívia fecha o cerco e expulsa mais um integrante de célula criminosa do Brasil

Luiz F. S. de S., 38 anos, entrou na lista do Estado Plurinacional da Bolívia como pessoa indesejada em solo boliviano. De nacionalidade brasileira, Luiz atuava para a sigla criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) até ser capturado numa região universitária por homens da Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC), um dos braços armados mais conhecidos do país andino. Durante a prisão, o brasileiro portava uma identidade falsa e, de acordo com a polícia, ele se chamava David Araújo da Silva.

Na Bolívia, Luiz residia no departamento de Santa Cruz há pelo menos um ano. A polícia agora trabalha para saber qual era a atividade que o brasileiro desempenhava. Segundo o vice-ministro do Interior e da Polícia, Jhonny Aguilera, o próximo passo é “apurar qualquer acontecimento que lhe tenha permitido a obtenção de documento de identidade falsificado, será avaliado para apurar se era oficial ou não, por enquanto é um documento falso, será administrado como um ativo obtido a partir de lucros ilícitos.”

A polícia do país andino menciona Luiz em relação à lavagem de dinheiro, considerando os bens que possuía. Com a prisão, o brasileiro ganhou o status de “expulso” do país, seguindo a proposta do governo de mandar para fora da Bolívia criminosos que estejam buscando o país como esconderijo.

Bolívia fecha o cerco e expulsa mais um integrante de célula criminosa do Brasil - News Rondônia
Foto: Jessica Muñoz

Ao site EL Deber, o vice-ministro pontuou que existe a necessidade de expulsão do brasileiro e de qualquer outra pessoa que esteja vivendo de maneira ilícita na Bolívia. “As pessoas que pretendem se esconder no país e cometer crimes, há poucos minutos uma aeronave transportou este sujeito brasileiro que tem contra si uma multiplicidade de crimes, o mais grave dos quais é o tráfico de drogas. Quem pretender não só reverter a sua situação jurídica, mas também procurar refúgio no país, será expulso”, disse.

Durante a prisão, o integrante do PCC não quis se pronunciar. Segundo o coronel da polícia de Santa Cruz, Erick Holguín, contra o brasileiro existem pelo menos três acusações: “inclusive escapou de uma das prisões onde foi privado de liberdade, também estava sendo investigado por homicídio, tráfico de drogas e outros ilícitos”, concluiu.

Bolívia fecha o cerco e expulsa mais um integrante de célula criminosa do Brasil - News RondôniaBolívia fecha o cerco e expulsa mais um integrante de célula criminosa do Brasil - News Rondônia

Clique aqui para acessar a Fonte da Notícia

VEJA MAIS

“Estreante“ do breaking, Paris tem centro cultural dedicado ao hip hop

À primeira vista, pode não parecer, mas Paris é o lugar ideal para receber a…

Samuel Costa não vamos sacrificar nossa nominata de vereadores da REDE/PSOL

O pré-candidato a prefeito de Porto Velho, Samuel Costa (REDE), lançou um alerta à esquerda…

Só 6,9% das áreas urbanas do país são cobertas por vegetação

Apenas 6,9% das áreas urbanas das cidades brasileiras são cobertas por vegetação. Isso equivale a…