• Home
  • Entretenimento
  • Alcione, Fafá de Belém e mais: cantores famosos que gravaram toadas de Parintins

Alcione, Fafá de Belém e mais: cantores famosos que gravaram toadas de Parintins

O embate entre os bois-bumbás Caprichoso e Garantido no Festival Folclórico de Parintins deste ano começa nesta sexta-feira (28). O evento é considerado como a maior manifestação folclórica do país e apresenta diversos símbolos da cultura amazônica.

Durante três noites, os elencos das duas associações tomam a arena do Bumbódromo, localizado na cidade amazonense que dá nome ao festival, e competem pelo troféu do campeão da 57ª edição do festival. Durante as apresentações, as agremiações dos bois são embaladas por um conjunto de todas, que tanto podem ter sido produzidas especialmente para 2024 como podem ser resgatadas de outros anos.

Essa paixão, que extrapolou os limites da ilha que fica às margens do rio Amazonas, conquistou os amantes da cultura do Brasil. Algumas das mais famosas toadas do Garantido e Caprichoso ganharam, inclusive, a voz de nomes importantes da música brasileira, como Fafá de Belém e Alcione.

Relembre abaixo alguns cantores famosos que gravaram todas dos bumbás do Festival de Parintins.

Os cantores famosos que gravaram toadas do Festival de Parintins:

Embaixadora do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Fafá de Belém se destaca pelo discurso em defesa da Amazônia e dos povos que vivem na região. O Festival de Parintins, sendo uma das principais manifestações folclóricas do Norte, não poderia ficar de fora.

Amiga de longa data de Chico da Silva, Fafá decidiu gravar “Vermelho”, toada escrita pelo compositor. Segundo ele revelou em entrevista à TV A Crítica, a letra tentava capturar o sentimento dos torcedores do Garantido após uma dura derrota para o Caprichoso. A música, que já era sucesso regional, explodiu para o mundo ao ser lançada pela cantora paraense no disco “Pássaro sonhador”, em gravação que contou com a participação do cantor David Assayag, que era levantador de toadas do bumbá vermelho.

Outra artista amazônica que gravou “Vermelho” foi Joelma, na época à frente da Banda Calypso, que depois “Chama Guerreira”, música que contava com os levantadores dos dois bumbás de Parintins: Edilson Santana, do Caprichoso, e David Assayag, do Garantido. Mais tarde, já em carreira solo, Joelma convidou os dois bumbás de Parintins para fazer a abertura do DVD “Isso é Calypso na Amazônia”.

Pelo Caprichoso, Alcione gravou “Boi de Negro”, com David Assayag, que era levantador do bumbá na época. A toada fez parte do conjunto lançado pelo boi para o festival de 2018, no qual o Caprichoso apresentou o tema “Sabedoria Popular – Uma Revolução Ancestral”. A letra fala justamente sobre a influência da cultura negra para a formação do povo parintinense.

A mais marcante toada do Caprichoso para a edição de 2017 do Festival de Parintins contava com a participação de Leandro Lehart, ex-Art Popular na gravação. A letra de “Povo Festeiro da Ilha” celebra a identidade do boi azul e fala sobre os traços importantes da cultura dos torcedores do bumbá.

A toada “Paixão de Coração”, do Garantido, fez parte do DVD “Canibalia: Ritmos do Brasil”, de Daniela Mercury, gravado no Reveillon de 2011. A cantora baiana foi introduzida pelo apresentador Israel Paulaim e cantou ao lado de Sebastião Júnior. A letra falava sobre o sentimento de amor pelo bumbá que leva o coração vermelho na testa.

Neguinho da Beija-Flor, intérprete da Beija-Flor de Nilópolis há 38 anos, também gravou uma toada para o Caprichoso. “Armadura de Fé”, toada de 2019, falava sobre a fé em São Jorge, santo padroeiro da agremiação da cidade da Baixada Fluminense.

Composta por Braulino Lima, “Tic Tac” já era uma toada do boi Garantido quando a banda Carrapicho explodiu no mundo com o álbum “Festa do Boi Bumbá”, que continha a música. Com o sucesso internacional, a toada foi regravada e ganhou versões em vários idiomas, como o inglês, o espanhol e russo.

O baiano participou da gravação DVD “Centenário de uma Paixão”, que comemorava os 100 anos de fundação do boi Caprichoso. Ele cantou “A cor do meu país”, que reflete o amor pelo bumbá azul. A toada foi originalmente lançada para o festival de 2011, quando o Caprichoso apresentou o tema “A Magia que Encanta o Mundo”.

Clique aqui para acessar a Fonte da Notícia

VEJA MAIS

Core entra nas buscas por assassino de dentista; drone térmico e cães

Policiais Civis da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) estão em campo na noite…

Atirador é morto em comício de Trump pelo Serviço Secreto, segundo fonte da agência

O atirador no comício de Donald Trump foi morto pelo Serviço Secreto dos Estados Unidos,…

Charles Costa: Propostas para um futuro melhor em Porto Velho

Em uma entrevista recente ao programa #GiroNews, o pré-candidato a vereador de Porto Velho, Charles…